• Programa de Estágio

Notícias

13/06/2017 10:57

Cimatec Industrial abre janela de novas oportunidades para a Bahia

Na manhã desta segunda-feira (12) foi lançada com a presença do governador Rui Costa, a pedra fundamental do Cimatec industrial, nas proximidades do Polo Industrial de Camaçari, mais um braço do Sistema FIEB, importante aliado na atração de investimentos para o governo do Estado. Segundo Luiz Gonzaga, chefe de gabinete da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, o estado abre uma janela gigante de oportunidades com condições de oferecer pesquisa no local, mão de obra mais qualificada e coloca a Bahia em outro nível de competitividade.

"O governador Rui Costa sintetizou muito bem a importância desse investimento; somente fortalecendo a base tecnológica é que se pode pensar em desenvolvimento forte e capaz de transformar a nossa realidade industrial. O Cimatec Industrial é um equipamento diferenciado com a perspectiva de ser definitivamente o melhor centro de tecnologia do país", afirma.

Gonzaga lembra ainda que a história da guerra fiscal está ultrapassada. "Precisamos ser competitivos em outros caminhos, em outras formas de atração de investimento. O desenvolvimento tecnológico aliado à infraestrutura rodoviária, portuária e aeroviária são muito importantes para que o governo possa oferecer novas possibilidades às empresas que aqui quiserem se implantar", afirma.

Aprovado no dia 31 de maio pela Câmara dos Deputados, o projeto de lei que regulariza os incentivos fiscais concedidos pelos estados a empresas (PLS 130/2014-Complementar) retorna ao Senado para decisão final. O projeto de lei complementar propõe uma transição para essas isenções, com prazos que variam de um a 15 anos de vigência.

Para Roberto Fiamenghi, diretor de Relações Institucionais da Unigel, presidente do Sindicato das Indústrias Químicas e Petroquímicas de Camaçari e diretor da FIEB, o Cimatec Industrial está avançando no futuro. "Hoje muitas empresas fazem pesquisa internas que ficam limitadas ao seu laboratório, o que será instalado aqui são plantas pilotos que ficam no intermediário entre um laboratório e uma fábrica, onde será possível testar a tecnologia. Ao invés de sair direto do laboratório e ir para a fábrica, teremos um estágio intermediário de comprovação da tecnologia", afirma.

Cimatec Industrial

O complexo será construído em uma área de quatro milhões de metros quadrados, nas proximidades do Polo Industrial de Camaçari. A primeira etapa está prevista para ser finalizada em maio de 2018, com previsão de mais quatro etapas. Na primeira fase serão construídos 11 prédios que abrigarão laboratórios de ponta e em escala real, como a Fábrica de Plantas Piloto e o Laboratório de Sistemas Construtivos.

O complexo tecnológico e industrial vai abrigar uama tecnologia diferenciada para atender diversos segmentos na área de Energias Renováveis, Mecânica, Naval e Offshore, Automotiva, Química, Petroquímica e Biotecnologia, Farmacêutica, Celulose e Papel e Petróleo e Gás. O local contará com laboratórios avançados, grandes usinas piloto, áreas de segurança para testes e operações de risco e uma pista de testes para o setor automotivo.

Fonte: Ascom/SDE

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.