• Programa de Estágio

Notícias

24/04/2017 14:20

Wagner participa do 5º Congresso da Agricultura Familiar, em Feira

"A agricultura familiar é de fundamental importância para o Estado, é riqueza produzida pela mão do agricultor", afirmou Jaques Wagner, nesta quinta-feira (20/04), durante o 5º Congresso da Agricultura Familiar da Fetrafe Bahia, em Feira de Santana. O secretário de Desenvolvimento Econômico defendeu ainda o direito a uma aposentadoria digna e incentivos aos agricultores que na Bahia tem uma média de 600 mil famílias.

Rosival Leite, coordenar estadual da Federação Nacional dos Trabalhadores e Trabalhadoras da Agricultura Familiar (Fetrafe) Bahia, afirma que hoje a maior preocupação da classe é com a reforma da previdência. "Para nós esse tema é uma tragédia. Lembrando que este debate não é só político mas econômico. Se essa proposta for aprovada, o agricultor familiar deixará de ser segurado especial, uma pessoa que começa a trabalhar com 12, 13 anos e isso vai afetar a economia também. Ressaltando que as mulheres serão as mais prejudicadas nesse contexto com o aumento de tempo mínimo de idade para 65 anos", explica.

A importância do jovem no meio rural é um dos temas que tem sido debatido durante o congresso. Jolivado Silva, do município de Valente, região sisaleira, é filho de agricultor familiar e parte do movimento da juventude da Fetrafe. "É fundamental a inserção do jovem no meio rural porque os pais vão envelhecendo, mas para o jovem se envolver com a terra é preciso políticas publicas e acesso à universidade para ele permanece no campo e se mantenha no seu município", afirma.

Elisângela Araújo, diretora da Contrafe Brasil (Confederação Nacional dos Trabalhadores e Trabalhadoras da Agricultura Familiar) e da executiva nacional da CUT, explica que o congresso começou na última terça-feira. "Estamos revendo as nossas resoluções, a nossa organização sindical e nesse momento da conjuntura, nós temos feito um embate muito grande com relação às reformas. Nós sofremos muitos impactos, desde o início com a questão do fim do MDA, a extinção do Ministério de Desenvolvimento Agrário, como também o corte em orçamento em Programas como de Aquisição de Alimentos, para Mulheres e para as Comunidades".

Fonte: Ascom/SDE

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.