• Programa de Estágio

Notícias

15/02/2017 17:36

Natuzzi passa a produzir linha de móveis exclusivos na Bahia

A marca italiana Natuzzi resolveu escrever um novo capítulo na sua história com o Brasil. A partir de agora, a unidade fabril de Simões Filho, na Bahia, será a única em todo o mundo a fabricar a linha de móveis premium, Natuzzi Italia. Segundo Raul Folleti, diretor financeiro da marca, esta é a primeira vez no mundo que produtos feitos exclusivamente na Itália passam a ser produzidos fora do país de origem. "Isso é uma vitória enorme para nós porque significa vender os mesmos produtos a 35/40% a menos. O sofá que você acha na Itália, agora você acha aqui também. Tem a mesma receita, o mesmo código. Está no sistema mundial", afirma.


Nesta segunda-feira (13/02), o secretário de Desenvolvimento Econômico, Jaques Wagner, visitou a 9ª edição do Congresso Natuzzi no Brasil que acontece na sua unidade fabril na Bahia até a próxima sexta-feira. Wagner, que foi recepcionado por Ottavio Milano, diretor presidente da marca na América do Sul, conheceu de perto a linha Italia que passou a ser produzida em Simões Filho. Na oportunidade também visitou a linha de produção que funciona no mesmo local.

De acordo com Milano, a fábrica baiana que já produz a linha Natuzzi Editions cresceu 45% nos últimos dois anos enquanto a área de móveis caiu 30%. "Treinamos funcionários para trabalhar com software italiano. Os desenhos e projetos dos nossos sofás são italianos, a ficha técnica é italiana. É um pedaço da Itália que está aqui. É um orgulho dizer que o projeto é italiano, o estilo é italiano, a firma é italiana, mas a mão de obra é brasileira", diz.

"Fico muito feliz em saber disso. Eu costumo dizer que a melhor qualidade baiana é a nossa mão de obra", afirma o secretário Wagner que completa dizendo: "A Natuzzi é patrimônio para Bahia. As empresas são símbolo do que um país consegue fazer", afirma.

Histórico

Milano, presidente da marca na América do Sul, afirma que a Natuzzi no Brasil passou por uma mudança de conceito. Até 2014 a marca tinha como estratégia focar na grande distribuição de sofás e poltronas com um valor agregado muito baixo, entretanto em 2015 mudou de estratégia e diminuiu a quantidade de produtos produzidos e aumentou o valor agregado.

"Em 2015, conseguimos produzir R$ 52 milhões com o mesmo número de funcionários que precisávamos em 2011 para produzir R$ 8 milhões. No último trimestre de 2016, contratamos aproximadamente 30 novos funcionários de produção e ampliamos o setor de varejo com a contratação de 2 arquitetas, e o setor de marketing com a contratação de uma assessora", afirma.

Hoje a unidade baiana tem 218 funcionários e além de atender o mercado brasileiro voltou a exportar para a América do Sul há dois anos. A marca conta com 21 lojas exclusivas da marca e até o final de 2017 planejam alcançar 38 somente da linha Natuzzi Editions no Brasil e pelo menos uma loja em mais quatro países, Paraguai, Argentina, Colômbia e Uruguai. Além disso, a expectativa é terminar o ano com quatro a sete da linha Natuzzi Italia.

A primeira loja Natuzzi Italia no Brasil foi aberta em dezembro passado, em São Paulo, na Avenida Gabriel Monteiro da Silva, uma das avenidas mais luxuosas de móveis de toda a América do Sul. Atém março serão abertas mais duas unidades, uma em Brasília e outra em Curitiba.

Fonte: Ascom/SDE

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.